Uma cidade melhor para todos

A comunidade  

 
18/07/2016 17:58

Uma cidade melhor para todos
Secretários e lideranças locais (Crédito João Mattos)

Em geral, quanto menor o município, maior a sua dependência de verbas governamentais, por meio do Fundo de Participação Municipal (FPM). Em 2012, nos municípios com menos de 20 mil habitantes, a despesa total cresceu na ordem de 8%, enquanto a receita cresceu apenas 1,4%. Os dados resultam de uma amostra estatística aplicada em 3452 prefeituras brasileiras pelo Instituto Aquila.

São muitas as dificuldades. Entre elas, estão a de equilibrar as finanças, formar e valorizar o servidor e implementar um plano de governo. Muitas vezes, o que falta na máquina pública não é saber o que fazer, mas ter alguém que direcione as ações em meio à correria do dia a dia.

Por essas razões, as empresas da Votorantim S.A. costumam implantar programas estruturantes nas regiões onde atuam ou têm planos de atuar.  Em Caçapava do Sul não será diferente. A Votorantim Metais Holding, detalhou ao prefeito, servidores públicos de carreira e a lideranças locais o Apoio à Gestão Pública (AGP), um programa de modernização da administração municipal.

Em Caçapava do Sul, a iniciativa atuará por meio da modernização da gestão, que tem como foco a criação de projetos para equilíbrio das contas, captação de recursos, atração de investimentos, entre outros.

O AGP está presente em 21 municípios brasileiros e será implementado pelo Instituto Votorantim em parceria com o Banco de Desenvolvimento (BNDES). O método utilizado é o PDCA (Planejar – Desenvolver - Conferir - Atuar), uma ferramenta interativa de gerenciamento com foco na melhoria de resultados.

Protagonismo

O trabalho já começou. Desde maio, um consultor técnico está em contato com as secretarias. Desta ação, resultará um diagnóstico situacional da gestão municipal, que observará todos os aspectos, desde a estrutura existente, avaliação de dados, até as experiências e potencial da equipe local.  De posse dessa radiografia de Caçapava do Sul,  será possível buscar melhorias nos processos; diminuição de despesas; ampliação de receita e outras fontes de captação; e uma melhor utilização dos recursos públicos.

O prefeito Otomar Vivian incentivou os servidores de carreira. “Essa é uma chance de transformação para o município. Daqui a alguns meses não vou ser mais o gestor, mas vocês ainda estarão aqui e terão conquistado a oportunidade de ser protagonistas das ações de melhoria para a comunidade, em suas funções”, ressaltou. Após o diagnóstico, serão desenvolvidos planos e projetos dentro das opções identificadas na primeira etapa. 

A técnica em enfermagem Daiane Garcia Marques comprou a ideia. “Tenho essa visão de planejamento, pois trabalhei três anos na iniciativa privada, onde existiam metas para crescimento. Eu adoro isso e acho excelente trazer essa metodologia para o setor público. Minha opção é ir para frente”, declara entusiasmada a servidora.